20 de Setembro de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 11 de Setembro de 2019, 19h:02 | Atualizado:

Alunos têm aula de educação financeira e aprendem a poupar e investir

A Escola Estadual Antônia Moura Muniz, localizada no município de Juína (a 735 quilômetros a Noroeste da Capital), concluiu um trabalho de educação financeira no intuito de desenvolver hábitos de poupar e investir. O tema é considerado tão importante que, além dos alunos, os profissionais da educação da escola também participaram. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Sistema de Crédito Cooperativo (Sicred).

Segundo a diretora Luciana Ledo Peres Ruis, numa primeira etapa, foram realizadas palestras para turmas do 6º ano do ensino fundamental ao 1º ano do Ensino Médio. Alunos e profissionais da educação tiraram suas dúvidas sobre o assunto.

Para os alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, os professores realizaram um trabalho de leitura, utilizando revistas em quadrinhos da Turma da Mônica, que destacavam o hábito financeiro.

“Foram três gibis da turma da Mônica com títulos bem direcionados como “a recompensa de quem sabe administrar dinheiro”, “orçamento familiar” e “de onde vem o dinheiro”. Com isso foi possível as crianças terem noção de educação financeira”, destaca.   

Após a leitura das revistas, a professora Dirlene Gomes de Ávila realizou o trabalho com uma turma de 24 alunos do 3º ano, desenvolvendo uma aula prática e dinâmica voltada para a educação financeira.

Durante essa aula os alunos realizaram transações financeiras, receberam e utilizaram cheques, cartões de crédito, caixa eletrônico, além de ganhar um cofrinho confeccionado pela professora e algumas moedas para que aprendam a poupar.

Numa das aulas, os alunos aprenderam a usar o caixa eletrônico, feito de papelão, e também o cartão de saque. Para isso aprenderam que tem que usar uma senha. Além disso, os alunos conheceram as cédulas do real em circulação.

A aluna Anadir da Silva era uma das mais entusiasmadas. “Vou economizar para quando crescer, ter uma vida boa”, relata.

O resultado foi tão bom que surpreendeu a professora. “Os alunos, futuros investidores, pareciam se sentir homens e mulheres de negócio. Eles ficaram entusiasmados ao trabalhar com dinheiro”, observa.

Na avaliação da diretora, o trabalho não poderia ser melhor, uma vez que todos se envolveram e ficaram satisfeitos com a noção de educação financeira.

“Acreditamos enquanto equipe gestora que esse trabalho é de grande relevância não só para a escola, mas principalmente para a sociedade. Acreditamos que um cidadão organizado financeiramente contribui para o crescimento de uma sociedade próspera”, assinala.

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS