13 de Dezembro de 2019,

Cidades

A | A

Terça-Feira, 19 de Março de 2019, 10h:13 | Atualizado:

CARTA CAIMAN

Encontro debate conservação do Pantanal

pantanal.jpg

 

No Dia Mundial da Água (22 de março), a maior área úmida continental do planeta e um dos maiores reservatórios de água doce nacionais será palco do III Encontro da Carta Caiman pelo Pantanal, que vai acontecer no Hotel Sesc Porto Cercado, em Poconé, Mato Grosso. A nova edição da Carta, realizada pelo Instituto SOS Pantanal e Sesc Pantanal, terá como foco os possíveis caminhos de valorização da biodiversidade do Pantanal e sustentação das atividades para a conservação do bioma.

O encontro terá uma mesa-redonda sobre “Conservação em Ciclo Contínuo – Como gerar recursos com a natureza e garantir a sustentabilidade financeira das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs)” e também a apresentação de uma proposta de compensação ambiental como oportunidade para o Pantanal, com a participação de Flávio Ojidos, mestre em sustentabilidade e Walfrido Moraes Thomas, pesquisador da Embrapa Pantanal. 

“A proposta da terceira edição é construirmos uma agenda positiva para o Pantanal, reunindo todas as experiências bem-sucedidas que já acontecem no bioma e criando novos caminhos para a sustentação de atividades que promovam a proteção dessa região única do Planeta”, afirma Felipe Augusto Dias, diretor-executivo da SOS Pantanal.

Para a superintendente do Sesc Pantanal, polo socioambiental do Sesc, Christiane Caetano, a realização do encontro contribuirá para os esforços de integração das ações entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. “Os dois estados têm iniciativas já consolidadas para a conservação do bioma, porém, ainda com grandes desafios a serem superados. O evento buscará, portanto, estabelecer maior diálogo e possíveis caminhos para a sustentabilidade do Pantanal”, declara.

A Carta

A primeira edição da Carta Caiman, realizada em 2016, no Pantanal de Miranda, Mato Grosso do Sul, foi um marco para estabelecer os temas-chaves da proteção do bioma. Com a presença do ministro do Meio Ambiente e governadores dos dois estados, foram firmados compromissos referentes a cinco temas: a Lei do Pantanal; os econegócios na planície e planalto; o plantio de monoculturas; o pagamento por serviços ambientais – PSA, e as ações para assegurar o modelo de conservação da Reserva da Biosfera.

O II Encontro da Carta Caiman, realizado em 2017, abriu uma porta de diálogo entre os atores que efetivamente vivem na região em prol do uso e da proteção do Pantanal. Entre os avanços está a concretização de ações como a retomada dos comitês estaduais para a assegurar o modelo de proteção ambiental da Reserva da Biosfera, título que o Pantanal estava para perder em 2016. A participação do então Presidente da República, Michel Temer, que acompanhou as discussões e anunciou quatro decretos que podem contribuir com a proteção do Pantanal, foi um dos destaques da última edição da Carta Caiman.

Ao todo, foram mais de 90 representantes de diversos setores do Pantanal, entre eles Ministério do Meio Ambiente, Ibama, Agência Nacional de Águas (ANA), Embrapa e Federações da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

O Instituto SOS Pantanal 

O Instituto é uma organização não-governamental que atua desde 2009 na região do Pantanal e tem a missão de informar e promover o diálogo para um Pantanal sustentável. Com representantes dos diversos setores, o SOS Pantanal surgiu em um momento em que a necessidade da gestão do conhecimento e do diálogo são fundamentais para a conservação da biodiversidade e dos recursos naturais do planeta. 

O Sesc Pantanal

O Sesc Pantanal, polo socioambiental do Sesc, atua há 22 anos no Pantanal mato-grossense e na região de Nobres/Rosário Oeste, promovendo a educação, a conservação da natureza, a pesquisa científica e o ecoturismo, por meio de cinco unidades: Hotel Sesc Porto Cercado, Sesc Poconé, Parque Baía das Pedras, Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) e Parque Sesc Serra Azul. 

Mais informações: www.sospantanal.org.br ou pelos telefones (65) 99803- 2923 e (65) 99956-2089.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS