21 de Setembro de 2019,

Cidades

A | A

Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 17h:51 | Atualizado:

Presidente do TJ se reúne com servidores dos Fóruns de Cuiabá e VG

Um dos eixos de atuação do projeto Judiciário em Movimento é a valorização das pessoas que atendem a sociedade. Pensando nisto, nessa terça-feira (11 de junho), o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, ao lado dos juízes auxiliares da Presidência, diretores e coordenadores das áreas administrativas do Tribunal se reuniram com os servidores dos Fóruns de Cuiabá e Várzea Grande, em momentos distintos, para ouvir suas demandas, necessidades e reivindicações.

O primeiro “bate papo” ocorreu no Fórum de Várzea Grande, no início da tarde. O servidor da comarca, Frederico de Oliveira, elogiou a iniciativa e afirmou que percebe uma vontade da atual administração de conhecer o seu colaborador. “Esta é uma oportunidade, de com o coração aberto, haver um diálogo de saberes para melhorar o coletivo, pois é este coletivo que faz o Poder Judiciário”, comentou. “A maneira como o diálogo está sendo conduzido nos deixa à vontade”, completou.

“Tenho 34 anos de Poder Judiciário e ver o presidente falando pessoalmente com os servidores, ouvindo o clamor do servidor, é muito positivo. Isso foi um avanço muito grande, nós pudemos conversar, expor nossa situação e ele nos ouviu”, destacou a servidora Elinete Kestring, do Fórum de Cuiabá.

Nos encontros, o desembargador ressaltou que a Presidência está sempre de portas abertas para receber as demandas dos servidores, destacando o canal de e-mail direto em que ele próprio acessa e faz os encaminhamentos possíveis, e a abertura que a atual gestão tem em implementar melhorias a partir de propostas de ideias e soluções possíveis para os problemas enfrentados no âmbito interno do Poder Judiciário.

“Nossa ideia é manter contato direto com vocês, de uma maneira aberta, franca. Viemos até o Fórum de Cuiabá e de Várzea Grande ouvir diretamente os servidores, suas reclamações, sugestões e ideias que surgiram. Essa integração do Tribunal de Justiça, com sua direção e seus servidores é ideal para a melhoria do dia a dia deles”, continuou o desembargador.

Vários pontos foram levantados pelos servidores, dentre eles questões relativas à nomeação de novos servidores, tanto para suprir o déficit em relação às aposentadorias, quanto para melhorar os serviços prestados pela Justiça Estadual.

“Eu tenho dado prioridade para nomeações para o Primeiro Grau, que é onde mais precisa, onde tem mais demandas dos cidadãos. Nossa prioridade é o Primeiro Grau, sabemos que é onde ingressam as ações, onde a parte tem a expectativa da solução do seu caso. Precisamos agilizar essa instância”, enfatizou o presidente Carlos Alberto.

Para todos os apontamentos levados pelos servidores, o presidente e a equipe da Alta Administração do TJMT apresentaram o que pode ser feito, registrando questões pontuais e esclarecendo as decisões que já foram tomadas diante de necessidades em comum.

“Foi satisfatório, tendo em vista uma gestão de apenas seis meses, o presidente já se mostrou a par da maioria das questões. O que seria mais importante de se mudar, ele já se prontificou a fazer. Isso dá uma credibilidade muito grande, saber que ele está atento à realidade atual de cada um, está próximo do servidor”, constatou a gestora judiciária, Geziely Loureiro, lotada no 8ª Juizado Especial de Cuiabá.

O projeto Judiciário em Movimento continua ao longo dessa semana com extensa programação. Capacitações para servidores, jornada de estudos para magistrados e seminários com a presença do ministro do STJ Nefi Cordeiro e o integrante do CNJ Fernando Cesar Baptista de Mattos. As palestras nacionais são abertas a população.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS