18 de Julho de 2019,

Economia

A | A

Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 16h:18 | Atualizado:

PROTESTO

Produtores denunciam "desvios" de R$ 10 mi do Fethab


TVCA

aprosoja-protesto5.jpg

 

Cerca de 1,5 mil produtores rurais se reuniram na manhã desta quarta-feira (15) contra a proposta do governo do estado de cobrar tributos sobre a produção de milho.

Segundo o grupo, que forma o movimento “Mato Grosso Forte - Quem Para Imposto Cobra Resultado”, o principal ponto é a aplicação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), que passou por alterações pelo governo Mauro Mendes (DEM) este ano.

Nos primeiros quatro meses, quase R$ 10 milhões foram desviados do fundo para pagar dívidas da saúde dos municípios do interior.

Os produtores cobram que todo o valor arrecadado seja investido na melhoria da infraestrutura de Mato Grosso.

O apelo dos produtores se baseia, principalmente, em razão das péssimas condições das rodovias estaduais, utilizadas não apenas para o escoamento da produção como no uso diário de milhares de mato-grossense, conforme levantamentos realizados pelo Movimento Pró-logística e pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), e da falta de investimentos na manutenção e construção de rodovias.

Atualmente, segundo a Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), só 23% das rodovias estaduais são pavimentadas. A Aprosoja pontuou ao governo seis tidas como prioritárias, como a MT-129, A MT-130, A 488 E A MT-222.

Com base no descontentamento que se arrasta há anos, a Aprosoja abraçou a causa e está defendendo a cobrança da gestão eficaz e do fim do desvio do recurso do Fethab, que, neste ano, sofreu uma alteração impactando negativamente nas questões de infraestrutura e logística de Mato Grosso, devido a redução do valor a ser investido nessa área.

Depois de uma passeata no Centro Político e Administrativo, uma lista de reivindicações foi entregue na Assembleia Legislativa e ao governador.

Os produtores pedem ainda o fim da cobrança de tributo sobre a produção de milho, que começou este ano.

 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • CARLOS | Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 16h40
    4
    1

    CHORA PEITO, ME FALA DE PAIXÃO O QUE ESTES AGRICULTORES GOSTAM, ESTÃO COM BOLSO CHEIO DE GRANA E NÃO QUEREM PAGAR IMPOSTOS FORA AS MARACUTAIAS DE DECLARAÇÃO DE PATRIMONIO, IMPOSTO DE RENDA, CX 2 KKKKK TEM QUE PAGAR SIMMMMMMMM..........

  • cidadão cuiabano | Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 16h35
    4
    1

    cambada de fuleiros bagunceiros e arruaceiros que atrapalharam o ir e vir da populução cuiabana. vão trabalhar sonegadores e devastadores do meio ambiente!!!!!!!!

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS