07 de Julho de 2020,

Economia

A | A

Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 20h:00 | Atualizado:

RETOMADA COMERCIAL

Shoppings reabrem nesta quarta em Cuiabá; veja horários e como funcionará

Estabelecimentos se comprometeram atender normas para evitar disseminação do novo coronavírus

shopping.jpg

 

Conforme determinado no art. 13 do decreto nº 7.929, a Prefeitura de Cuiabá formalizou um Termo de Compromisso com os representantes dos shoppings centers e do Shopping Popular de Cuiabá. O documento foi assinado nesta terça-feira (2) e institui obrigações que os estabelecimentos comerciais devem cumprir para minimizar os efeitos da propagação do novo coronavírus (Covid-19). 

Nesta quarta-feira (3), as atividades varejistas do setor voltam ao funcionamento com dias e horários alternativos. Conforme o plano estratégico, os shoppings centers retornam com horário de atendimento de segunda-feira a sábado, das 14h às 22h, e o sistema delivery operando de segunda-feira a domingo, das 10h às 22h. Para o Shopping Popular, o horário estabelecido é de segunda a sábado, das 09h às 17h.

“Temos que conviver com vírus, redobrar a atenção e seguir, de forma rigorosa, todas as medidas de biossegurança. Esse é o segredo e é esse compromisso que cada estabelecimento está assumindo. Nossa equipe de fiscalização irá averiguar o cumprimento das medidas, mas, acima de tudo, contamos com o apoio e colaboração de cada empresário”, comentou o prefeito Emanuel Pinheiro. 

Para ambas atividades, o decreto nº 7.929 determina que, até o dia 30 de junho, a lotação máxima permitida é de 30% da capacidade total dos espaços. Após essa data será permitido o funcionamento com 50% da capacidade. Caso o limite seja ultrapassado, as portarias, bem como os acessos ao estacionamento devem ser fechados, até que a saída de pessoas justifique as novas entradas.

Além disso, no Shopping Popular de Cuiabá, o funcionamento ocorrerá mediante a limitação de abertura de 50% do boxs, com alternância de datas, a fim de possibilitar que todos os empreendimentos funcionem em dado período de tempo. Da mesma forma, as praças de alimentação dos shoppings centers, que retornam somente no dia 9 de junho, também deverão reduzir em 50% o número de mesas ofertadas. 

Participaram do ato de formalização do Termo de Compromisso, os diretores dos shoppings centers e do Shopping Popular, além do presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão, e os vereadores Adevair Cabral, e Ricardo Saad. 

OUTRAS MEDIDAS 

- Controle do fluxo de entrada e saída de pessoas, respeitado o distanciamento mínimo de 1,5m , bem como aferição de temperatura corporal dos clientes na entrada do estabelecimento;

- Demarcação (sinalização) no piso, com fita de auto adesão ou produto similar, nos locais em que exigem a formação de filas;

- Uso obrigatório de máscara de proteção, pelos funcionários, colaboradores, prestadores de serviço e clientes;

- Oferta permanente de álcool em gel 70%, espalhados pelas dependências do empreendimento;

- Realização de desinfecção das áreas comuns via sistema de borrifamento a cada 48 horas; 

- Suspensão do serviço de disponibilização de cadeiras de rodas e carrinhos de bebê aos clientes;

- Diminuição de número de banheiros ofertados ao público, garantida a permanência de um funcionário fixo no local, bem como a desativação de pias e mictórios com distância inferior a 1,5m. 

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Coringa | Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 07h59
    2
    0

    Hoje vai chover esquerdopatas condenando o ato aqui no site... Liberado o "Mimimi".

  • Lucas Mili | Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 05h26
    0
    2

    Se o gado não sabe nem votar, vai saber que não é hora de ir pra academia e shopping? Infelizmente o ser humano, a maioria, só aprende na porrada. Cadê polícia ou fiscalização no parque das Águas? Todo dia lota de idiotas fazendo caminhada sem máscaras. Se não dá conta de botar uma viatura na frente do parque mandando os desocupados ir pra casa se não tiver de máscara, vai dar conta de fiscalizar um shopping? Infelizmente muita gente que está se cuidando vai falecer por causa de imbecis que acham que é só uma gripezinha, idiotas que seguem um jumento que acha que "atleta" não fica doente e que a terra é plana. E o pior está por vir, porque não vai ter leito pra quase ninguém e pessoas de outras causas vão morrer por lotação em todos os leitos, aí meu irmão pouco vai importar se você tem plano de saúde ou não ou se você tem dinheiro, porque sempre vai ter um que vai ter mais dinheiro que você pra comprar sua vaga na UTI, eai você vai pro mesmo buraco que um cachorro atropelado na rua.

  • maria | Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 22h39
    3
    5

    é uma temeridade abrir os shoppings nesta circunstancia de mortes crescentes pela pandemia. poderá ser responsabilizado por esse ato insensato.

  • Cuiabano raiz | Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 20h15
    7
    6

    Abrir o comércio em pleno bico da epidemia em Cuiabá é um CRIME. Prefeito irresponsável, a taxa de lotação das UTIs em Cuiabá estão chegando a 100%. Quer agradar a quem abrindo o comércio? Cadê a Justiça?

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS