03 de Julho de 2020,

Entrelinhas

A | A

Domingo, 24 de Maio de 2020, 14h:00 | Atualizado:

COVID

AL de MT compra 200 testes rápidos

max-botelho-avalone-assembleia.jpg

 

A Assembleia Legislativa gastou R$ 60 mil para comprar 200 testes RT-PCR para detecção do novo corona vírus vendidos pelo laboratório Carlos Chagas. A transação foi registrada em um extrato de homologação e ratificação assinado pelo presidente da mesa diretora, Eduardo Botelho (DEM), e pelo 1º secretário, Max Russi (PSB).

A compra foi feita com dispensa de licitação.

Cada um dos kits custou R$ 300 e atenderá a demanda do departamento de recursos humanos do poder legislativo estadual e fora anunciada por Botelho dias atrás, quando uma assessora da Comissão do Núcleo Ambiental foi positivada para a presença do vírus causador da Covid-19. Quarta-feira (20), o presidente informou que 11 servidores estavam infectados pelo novo corona vírus, contando com o deputado estadual Paulo Araújo (PP).

Todos os outros nove confirmados trabalham no gabinete do deputado Carlos Avallone (PSDB), de Paulo Araújo, Janaína Riva, da presidência, na Engenharia e na Secretaria de Comunicação. Foi o motivo de a mesa diretora adiar o retorno do atendimento presencial até o dia 1º de julho pelo menos. A reabertura estava prevista para amanhã (25).

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Perplexo com a certeza da impunidade | Domingo, 24 de Maio de 2020, 20h20
    2
    1

    Se povo não reagir e exigir a devolução desse dinheiro.....ou reagimos ou vamos sendo roubados a todo instante!! Maioria tem plano de saúde, e além do mais, que lei ampara esse presidente pagar esse assalto ao povo?

  • Pacufrito | Domingo, 24 de Maio de 2020, 17h39
    3
    0

    Eles dão um jeito de se proteger, claro com dinheiro público, ja imaginaram se estes imotais tivessem a mesma preocupação com a população toda??? seria uma maravilha, mas para eles importante são eles, primeiro eles, depois os que pagam os salários deles, o povo. mais uma coisa, ninguém aparece na AL faz muito tempo, com certeza não foi na AL que eles se infectaram.

  • Edvaldo | Domingo, 24 de Maio de 2020, 15h11
    2
    0

    SUPER FATURADO , pois o Laboratorio INAC em Cuiabá, cobra 240,00 os testes rapidos, com resultado em menos de 3 horas, feito por técnicos habilitados, com tudo dentro das normas do Ministerio da Saúde e da OMS, então alguem ganhou proprina nessa compra. Pois 200 testes deveria custar 48.000,00 e não sessenta, ai tem...kkkk?

  • Cadê ministério público | Domingo, 24 de Maio de 2020, 14h57
    2
    1

    Já começou robalheira mesmo sem licitação não podemos falar nada assalto mao armada , cadê ministério público cada teste vendido em torno 150 teste não 60000 sessenta mil imaginou quantos por cento estou lucrando nisso

  • joana | Domingo, 24 de Maio de 2020, 14h31
    3
    0

    compraram testes com o nosso dinheiro pra quem?

Matéria(s) relacionada(s):

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS