09 de Dezembro de 2019,

Esporte

A | A

Domingo, 23 de Fevereiro de 2014, 10h:14 | Atualizado:

Luverdense enfrenta Mixto para confirmar melhor campanha no Matogrossense

Dono da melhor campanha entre os participantes do Mato-grossense, o Luverdense não quer deixar dúvida de que foi o melhor time durante a primeira fase. Líder da Chave B com 18 pontos somados na tabela de classificação, o time treinado por Júnior Rocha encara o Mixto hoje à tarde, às 15h, no estádio Passo das Emas, pela última rodada da fase classificatória. Apesar de não ter mais nada para disputar pela primeira parte do torneio regional, o Verdão do Norte vai a campo com o que tem de melhor.

Só o volante Gílson está fora do jogo. Ele cumpre suspensão por ter recebido o terceiro cartão amarelo na vitória de 2 a 0 sobre o Sinop na semana passada. Em seu lugar joga o jovem Jean Patrick, que tem agradado em muito Júnior Rocha.

Em outros setores, o time tende a ser o mesmo que atuando desde início do Estadual. Sem querer da folga aos titulares, Rocha acha importante o time principal não perder ritmo, uma vez que a segunda fase já começa a ser disputada a partir do próximo fim de semana. “Não podemos perder ritmo de jogo. Estamos prestes a iniciar o mata-mata. Por isso quero todos os jogadores em condição de jogar quando precisar”, disse, ressaltando que irá encarar o Cacerense, time de pior campanha no torneio como os demais adversários. “Não existe adversário fácil. Futebol se revolve dentro das quatro linhas. Além disso, do outro lado, há profissionais que também querem vencer”, complementou Rocha.

Ao contrário de seu companheiro de profissão, o técnico do Mixto, Éder Taques, vai poupar titulares e reservas imediatos. A cautela se dá em função da segunda fase do campeonato a qual terá pela frente o rival Cuiabá, numa reedição da final do Estadual do ano passado.

O temor de Taques é perder vários jogadores importantes como ocorreu nos dois jogos contra o Vilhena válidos pela primeira fase da Copa Verde. Por causa de lesões e cartões, Taques não pôde contar com vários atletas na compet-ção nacional.

Para complicar ainda mais, há vários jogadores pendurados com dois cartões amarelo. “Não vou arriscar colocar força máxima num jogo em que não vale nada. Estamos sofrendo com muitas lesões, suspensões e pendurados. Quero todo mundo à disposição para o mata-mata contra o Cuiaá”, disse.Por conta disso, o Mixto irá encarar o Luverdense com uma equipe mista entre jogadores que ainda não jogaram e garotos das divisões de base. “É a oportunidade deles (jogadores) mostrarem seu valor”, assinalou o treinador alvinegro.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS