Mundo Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 07h:55 | Atualizado:

Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 07h:55 | Atualizado:

BANALIDADE

Grupo mata morador em discussão sobre religião

 

G1

Compartilhar

WhatsApp Facebook google plus

moradorderua.jpg

 

Os quatro suspeitos de matar um morador de rua de 36 anos na noite de sábado (25), no bairro Vila Jorge, em Catanduva (SP), confessaram o crime à polícia e disseram que a confusão começou por uma discussão religiosa.

Segundo a Polícia Civil, duas mulheres e dois homens suspeitos do crime foram identificados por meio de câmeras de segurança. Eles foram flagrados enquanto carregavam a vítima.

O corpo de Ronildo Gonzaga da Silva foi encontrado embaixo de uma árvore com sinais de espancamento e com uma camiseta enrolada no pescoço, na rua Ribeirão Preto.

Ao G1, um morador afirmou que o grupo é conhecido na região e que já presenciou várias confusões em uma casa abandonada invadida por eles.

O grupo teria saído de uma casa com o corpo e deixado em uma calçada, ao lado da mochila da vítima. Tatiane Cristina Moreira, de 33 anos, Aline de Aquino, 30, Tales Aparecido Marconi, de 26, e Claudio Luis Amorin dos Santos, de 38 anos, foram presos em flagrante.

Ainda segundo a polícia, eles estavam em um albergue para moradores de rua na mesma região. Em depoimento à polícia, os quatro confessaram o crime e afirmaram que a vítima foi estrangulada, além de ter sofrido golpes com pedaço de madeira.

Um quinto suspeito ainda não foi identificado. O grupo teria ingerido bebida alcoólica antes do crime.

 





Postar um novo comentário





Comentários

Comente esta notícia






Copyright © 2018 Folhamax - Mais que Notícias, Fatos - Telefone: (65) 3028-6068 - Todos os direitos reservados.
Logo Trinix Internet