13 de Dezembro de 2019,

Opinião

A | A

Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 16h:50 | Atualizado:

Luiz Vicente Dorileo

Como chegará o Natal 2019

shipu.jpg

 

No cenário político atual a notícia da aprovação final da Reforma da previdência foi recebida de forma positiva pelo mercado, porém, os seus efeitos nas contas públicas serão de longo prazo. Já no cenário econômico o próprio Banco Central tem repetida a expressão de que a economia “segue em processo de retomada gradual”. Além da lenta recuperação econômica, não podemos esquecer que 12, 5 milhões de consumidores ainda estão enfrentando condições financeiras complicadas, pois, estão em busca de trabalho.

 Apesar desse cenário, o Natal, é consenso entre os lojistas que ainda é a data mais importante do ano para o varejo tanto em volume de vendas como em faturamento. E em 2019, demostrará novamente a força cultural e simbólica na tradição de ir as compras e trocar presentes como forma de manifestação de apreço e forma de reforçar os laços familiares e afetivos.

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo SPC Brasil deste ano demonstram uma projeção de R$ 60 bilhões em vendas no Natal que devem aquecer e movimentar a economia com a mobilização de 119,8 milhões de consumidores nos principais centros de compra.  Isso significa que para o varejista será o melhor Natal dos últimos 6 anos.

Em termos percentuais a pesquisa 2019 mostrou que 76,6% dos brasileiros pretendem dar presentes no Natal deste ano. Entre os consumidores, 16,6% ainda não se decidiram se irão adquirir presentes e somente 6,8% disseram que não irão manter a tradição de dar presentes. Neste grupo a principal justificativa deste ano colocada por 39,2% seria  por não terem dinheiro, na sequência aparece por que não gostam ou não tem esse costume que corresponde a 14,9%, por estarem desempregados reponde por 14,8%. 

Vamos falar dos que mais nos interessam, ou seja, aqueles que devem comprar. A pesquisa mostra que a quantidade de presentes permaneceu estagnado ou seja, quatro a cinco itens. E o ticket médio, ou seja o valor a ser investido em cada presente será em torno de R$ 124,99. É claro que esse valor oscila para cima ou para baixo dependendo da classe social do consumidor e de outros fatores como sexo, faixa etária e etc ... Por exemplo, o valor aumenta para R$ 147,14 entre os homens, sobe para R$ 148,80 entre os mais velhos e na classe A e B esse valor médio será de R$ 143,26. Já os consumidores de baixa renda o valor cai para R$ 119,11.

Vale destacar que 72% pretendem pagar à vista pelas compras dos presentes de Natal. E para quem pretende parcelar,  a média será de  5 parcelas, o que demostra que esses consumidores estarão pagando pelas compras até meados de abril.

Falando nos mimos de Natal as roupas permanecem na dianteira no que se refere a preferência de compra com 58%. Na sequência aparecem os brinquedos em geral  com um percentual de 40,2%, seguido por perfumes e cosméticos com 33,8%, depois calçados com 32,8%, e acessórios como bolsa, cinto e bijuterias aparecem com 25% entre outros como livros, smartphones e etc...

E quando falamos em quem vai recebe-los, os mais lembrados serão as mães, maridos ou esposas depois filhos(as) e na sequências os sobrinhos(as). Entretanto os filhos continuam em primeiro lugar no quesito de quem receberá os presentes mais caros. Depois aparecem as mães e depois maridos ou esposas. 

Resumindo a pesquisa de intenção de compra para o Natal 2019 mostrou que mesmo com as adversidades econômicas e política, o Brasil dá sinais de retomada e potencial crescimento. Com isso, temos um consumidor que dá sinal de disposição para o consumo o que representa uma ótima oportunidade para diversos segmentos do varejo.

Vale destacar que só a retomada econômica não promove melhores resultados nas vendas. Devemos estar preparados para esse período de demanda concentrada e assim aproveitar ao máximo as oportunidades que nos serão ofertadas no melhor Natal dos últimos 6 anos.

Feliz Natal e Boas Venda$!

Luiz Vicente Dorileo da Silva – “SHIPU”, palestrante, consultor formado em administração com MBA Executivo Internacional e especialista em Marketing. shipumt@hotmail.com

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS