13 de Julho de 2020,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 14h:02 | Atualizado:

PADRÃO

Identidade funcional de policiais civis de MT terá padronização nacional

PJC

 

A carteira de identidade funcional dos policiais civis de Mato Grosso passará pela padronização implantada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, conforme  a Portaria nº 885, de dezembro de 2019, que estabeleceu requisitos de qualidade e segurança para os documentos. 

A padronização realizada em todo o país faz parte da nova identidade visual unificada conforme orientação do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil.

Na Polícia Civil de Mato Grosso serão confeccionadas cerca de oito mil novas identidades para servidores ativos e inativos. Para a produção dos documentos serão investidos aproximadamente R$ 350 mil, recurso de Emenda Parlamentar do deputado estadual Delegado Claudinei Lopes, que destinou o valor de R$ 2 milhões à Polícia Civil. 

“Meu objetivo desde a campanha sempre foi colaborar com o desenvolvimento da Polícia Civil e fico feliz com investimento de parte do valor da emenda nas identidades funcionais dos policiais que passam a ter o formato padronizado em todo país. O modelo traz mais segurança para identificação do policial, uma vez que já aconteceram vários casos de falsificação de carteiras funcionais”, disse o deputado. 

A nova identidade traz uma série de quesitos de segurança que dificultam a falsificação dos documentos policiais, assim como ajudam a identificação dos servidores de segurança em ações integradas ou quando estão fora do seu estado de origem. O padrão de segurança será o mesmo que os utilizados em passaportes e a identidade funcional também será reconhecida como documento oficial em todos os países do Mercosul. 

Além da segurança, a padronização trará formalidade e equidade no reconhecimento dos policiais, uma vez que atualmente cada estado possui o seu próprio padrão de identidade, o que dificultava a verificação da autenticidade do documento.

Para o delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende, a nova identidade funcional é mais uma passo na modernização pela qual a Polícia Civil está passando. “Buscamos parcerias e diversos mecanismos de apoio para que pudéssemos fazer frente às necessidades da instituição, da prestação de serviços à sociedade e a modernização em diferentes áreas para nossos profissionais, garantindo uma polícia mais ágil e moderna”, disse Dermeval,

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS