12 de Agosto de 2020,

Artigos

Polícia

A | A

Quarta-Feira, 01 de Julho de 2020, 10h:20 | Atualizado:

Mulher pede socorro em grupo de whatsapp e marido é preso


Gazeta Digital

Um homem foi preso na tarde de terça-feira (30), no bairro Araés, em Cuiabá. Ele é acusado de agredir e ameaçar a esposa, também de injúria e difamação. O suspeito tentou atacar os policiais que atendiam ao chamado. A vítima pediu socorro no grupo de whatsapp dos vizinhos e este acionaram os agentes.

De acordo com informações do boletim de ocorrências, os vizinhos chamaram a polícia após lerem a mensagem da mulher pedindo socorro. Além do texto, os moradores ouviram os gritos de socorro.

Quando os militares chegaram ao local, os moradores abriram o portão e a porta do condomínio. Chegando ao apartamento onde o casal morava, os policiais exigiram que o homem abrisse a porta, mas ele se negou. Do lado de fora, os militares ouviam os gritos da mulher pedindo ajuda e sentiam cheiro de queimado vindo do imóvel.

Diante da negativa do homem em abrir a porta, os militares arrombaram a porta e encontraram o suspeito descontrolado. Ele investia contra os policiais para tentar impedir a entrada dos mesmos. Por conta da agressividade do marido, os agentes usaram arma de choque para contê-lo.

A mulher contou que constantemente é agredida pelo marido, mas nunca teve coragem de denunciar porque ele sempre a ameaçava. Naquele dia eles tiveram uma discussão e o suspeito passou a dizer que iria matá-la. Ele xingava a mulher e trancou a porta do apartamento para impedir que saísse. Durante a discussão, ela conseguiu pedir ajuda no grupo.

Ela contou que o cheiro de queimado vinha de uma panela que o marido deixou no fogo e esqueceu durante a briga. O homem foi levado para atendimento médico, por causa do uso da arma de choque, e depois para a Central de Flagrantes.

Os crimes serão investigados pela Polícia Civil.



Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS