18 de Setembro de 2019,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 11 de Julho de 2019, 17h:22 | Atualizado:

APOIO LOGÍSTICO

Polícia "caça" 5º acusado de participar no latrocínio de servidora em VG

Familiar de vítima, que passou informações a quadrilha, também é investigado


Da Redação

sandra morte

 

Uma quinta pessoa suspeita de participação no latrocínio que vitimou a servidora pública Sandra Regina de Siqueira Travaina, de 48 anos, em Várzea Grande, está sendo procurada pela Polícia Civil. Trata-se, segundo o programa Cadeia Neles (TV Vila Real), de um homem identificado como Bruno Pereira que teria dado apoio na fuga dos três criminosos envolvidos diretamente na ação que resultou na morte da vítima com um tiro na madrugada do dia 2 deste mês no bairro Nova Várzea Grande. 

Bruno Pereira seria ligado a Jordão Rodrigues Neto, um dos executores do crime e que está preso. Ele seria residente na região do Coxipó em Cuiabá.

A delegada que preside o inquérito na Polícia Civil, Elaine Fernandes da Silva, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf), informou nesta quarta-feira (11), que um familiar da vítima também está envolvido no crime. Conforme as investigações, esse parente repassou informações sobre a rotina dela aos ladrões afirmando que no imóvel havia dinheiro e muitas joias. 

Em entrevistas concedidas à imprensa, a delegada disse que o próximo passo é prender o familiar envolvido no crime. “Podem ter certeza absoluta que essa pessoa será presa num curto espaço de tempo porque ela é tão bandida quanto os executores”, disse Fernandes. 

Até o momento, três envolvidos no latrocínio foram presos, sendo eles: André Luiz Gomes, de 20 anos, Jordão Rodrigues Neto e Maikon Douglas Alves dos Santos, conhecido como “Sujeirinha” que se entregou nesta quarta-feira acompanhado de um advogado. Antes disso, ele gravou um vídeo e publicou em suas redes sociais alegando que se entregou por medo de ser morto. 

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar no dia do crime, a vítima ao perceber o criminoso armado ao lado do carro, buzinou para chamar o esposo que estava dentro do imóvel. No entanto, o assaltante efetuou um disparo que atingiu o rosto de Sandra entre o nariz e a boca. Ela foi socorrida e levada ao Pronto-Socorro de Várzea Grande onde morreu pouco tempo depois. 

Sandra Travaina trabalhava como assistente social e foi candidata a vereadora pelo PHS nas eleições de 2016.  

Imagens de câmeras de segurança registraram a ação dos criminosos e auxiliaram nas investigações apontando que os ladrões estavam escondidos num imóvel desocupado na frente da casa da vítima. Eles ficaram no local por mais de três horas aguardando ela chegar para fazer a abordagem quando a vítima se preparava para entrar com o veículo.  Após ela buzinar e um deles atirar, os três fogem do local correndo.

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • ANDRE | Sexta-Feira, 12 de Julho de 2019, 09h05
    1
    0

    Não foi parente, que merda de mídia que não sabe o que falar pra ganhar ibope, seria melhor ficarem quietos antes de falar merda

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS