22 de Julho de 2019,

Polícia

A | A

Quinta-Feira, 10 de Janeiro de 2019, 23h:10 | Atualizado:

MÃE DENUNCIOU

Vídeo faz apologia a namoro de jovens com bandidos em MT

Caso está sendo apurado pela Polícia Civil de MT


TANGARÁ

286a7952-394b-45b8-986c-b904651c7fe2.jpg

 

A mãe de uma menina de 13 anos denunciou à Polícia Civil que a foto de sua filha está circulando em um vídeo montagem com o título “Marmitas de TGA”. O caso foi registrado na segunda-feira (7), em Tangará da Serra (250 km de Cuiabá).

De acordo com informações da Polícia Civil, um adolescente de 15 anos foi identificado como autor do vídeo e deve prestar esclarecimentos na delegacia. O vídeo intitulado “Marmitas de Tangará”, referência popularmente usada para mulheres que tem relação amorosa com bandidos, foi compartilhado por Whatsapp e utiliza títulos ofensivos com frases que acabam por denegrir a reputação das meninas.

Em alguns casos, as jovens estão com roupas intimas. 

A PJC informou que a maioria das garotas que aparece no vídeo é estudantes de uma escola pública do município. As imagens teriam sido retiradas de páginas em redes sociais das meninas.

Também foram identificados vídeos em que ofensas foram proferidas as adolescentes do sexo masculino, do mesmo colégio, dizendo que eram sexualmente impotentes, “broxas”.

OUTROS CASOS

Essa semana duas cidades, sendo Ribas do Rio Pardo e Bandeirantes o estado de Mato Grosso do Sul registraram casos de vídeos no mesmo modo, intitulado “marmitas”. A Polícia Civil daquele Estado investiga o envolvimento de jovens e já realizou quatros prisões, sendo dois homens, um menor e uma garota.

Informações publicadas pelo site Mídiamax são que alguns jovens compartilhavam as imagens chegaram a parabenizar  os criadores do vídeo. O vídeo acabou se espalhando com rapidez parando em grupos de outras cidades, Campo Grande, Três Lagoas e Água Clara.

 

Galeria de Fotos

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Justiceiro | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 09h37
    6
    0

    ISSO QUE DA SE ENVOLVER COM BANDIDOS, ISSO E POUCO PARA ELAS..

  • MARCIO FURIOSO | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h44
    4
    0

    Fico indignado quando passo na porta da PCE e vejo mulheres com recém nascidos ou grávidas, que geralmente já estão puxando um pimpolho pelo braço! Penso eu, a PCE é uma unidade onde a maioria já cumpre pena, ou seja se estão lá e por que já foram condenados a no mínimo 4 anos, e fora uma vez que uma estrela brilhou no céu e uma vida foi concebida, esses rebentos dessas nobres senhoritas de cabelo vermelho são filhos dos presos! Se pra mim, trabalhador assalariado, com um único filho e esposa trabalhando não está fácil, queria saber qual a magia que esse povo faz pra sustentar essas crianças e colocar a comida na mesa! Ou o cara é muito bom de papo ou essas mulheres perderam o senso do ridículo e se apaixonam pelo anti heroi brasileiro, os criminosos!!!

  • jose antonio silva | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 08h22
    5
    0

    SE NÃO FOREM MARMITAS, POIS SÃO COMIDAS...SERÃO PETISCO, LANCHE OU QUALQUER COISA! MAS NA VERDADE, MENORES OU MAIORES FEIAS OU BONITAS, SÃO NA REALIDADE VERDADEIRAS PROSTITUTAS! É COMO DISSE O FPESTRAGADO (COMENTÁRIO ANTERIOR)! AGORA, SE A MÃE NÃO SABE OU NÃO GOSTA DE VERDADES, SE FICOU DECEPCIONADA....AÍ É OUTRA COISA!

  • Dora Aventureira | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 07h58
    4
    0

    Será que não são?

  • Fpestragado | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 00h18
    26
    0

    Na verdade nem é preciso apologia para que mulheres gostem de bandidos. Isto já acontece. Quem duvida passa em frente o presídio em dia de visita,e verá uma grande quantidade de novinhas a espera pra visita íntima. Em seguida, passe numa republica de trabalhadores, ou qualquer outro lugar que tem homem honesto, lá vc não encontrará NENHUMA. A mulher brasileira adora lixos tóxicos. Aí não adianta Maria da Penha, soltar pombinha branca...etc. É uma questão de cultura vira-lata.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS