31 de Março de 2020,

Política

A | A

Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020, 14h:54 | Atualizado:

Eleitores esperam até 3 horas para regularizar títulos em MT


Gazeta Digital

Eleitores que deixaram para regularizarem os títulos nesta sexta-feira (21) esperam até 3 horas por atendimento. Hoje é o último dia para emissão de primeira e segunda via, cadastro biométrico e transferência de título para votação nas eleições suplementares do dia 26 de abril.

Segundo o oficial de Justiça Elizeu Vieira, que presta informações na Casa da Democracia, a fila na quinta-feira (20) estava ainda maior. Nesta sexta-feira a expectativa é que sejam atendidas pelo menos mil pessoas no local.

Na Casa, são disponibilizados 16 atendentes que conseguem realizar as atualizações de 100 títulos por hora. Lá, a fila para pegar senha invadia a calçada e a distribuição ocorre até as 18 horas.

No Ganha Tempo, no centro da Capital, logo nas primeiras horas da manhã os números já estavam esgotados. Vieira relata que com o titulo irregular o eleitor fica impossibilitado de requerer passaporte, assumir concursos públicos, ingressar em instituições federais, pode ser benefícios suspensos e também não consegue ingressar em programas como o Minha Casa Minha Vida.

Para realizar a atualização, o eleitor precisa apenas apresentar os documentos pessoais e comprovante de endereço. Lembrando que hoje termina o prazo para regularização de quem vai votar para Senador, no dia 26 de abri. Na próxima quarta-feira (26) abre o prazo de atualização para as eleições de outubro, que irão escolher prefeitos e vereadores. O prazo segue até o dia 6 de maio

Em Cuiabá, os postos de atendimento são na Casa da Democracia, Ganha Tempo da Praça Ipiranga ( sem senha) e do Bairro CPA, e na subprefeitura de Cuiabá, no bairro Coxipó. A eleitora Letícia Barros, 23, foi uma das que deixou para a última hora e estava na fila para fazer o cadastro biométrico.

“Antes não era obrigatório e por isso não em preocupei. Agora preciso fazer”, disse. Cerca de 138 mil eleitores estão irregulares em Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS