13 de Dezembro de 2019,

Política

A | A

Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 17h:05 | Atualizado:

NOVOS VÔOS

Nove vereadores de Cuiabá disputarão cadeiras na Assembleia

Ilustração

Assembleia

 

Dos 25 vereadores da Câmara Municipal de Cuiabá, pelo menos 9 vão entrar no pleito eleitoral deste ano. A grande maioria pretende disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, enquanto que apenas Faissal Kalil (PSB), almeja uma vaga no Congresso Federal. Juca do Guaraná (PT do B), por sua vez, ainda está indeciso se vai concorrer à AL ou ao Senado.

Os pré-candidatos a deputado estadual já confirmados são: Adevair Cabral (PDT), Renivaldo Nascimento (PDT), Allan Kardec (PT), Mário Nadaf (PV), Lueci Ramos (PSDB), Haroldo Kuzai (SDD) e Leonardo Oliveira (PTB).

Faissal informou que aguarda uma decisão do partido, pois o secretário de Governo, da Prefeitura de Cuiabá, Fábio Garcia (PSB) é pretenso candidato a entrar na mesma disputar. O primeiro suplente do vereador, que assumiria o cargo é o controlador-geral do município, Marcelo Bussik.

Juca, que ainda está na dúvida disse que está dialogando com o partido, e uma reunião deverá acontecer entre o presidente regional do PT do B, professor Sérgio Cintra, com o presidente nacional da legenda, o deputado federal, Luis Tibé, que definirá de fato, qual postura ele vai assumir.

O parlamentar destacou que deverá disputar ou o Senado ou a Assembleia Legislativa. O primeiro suplente do Juca do Guaraná é o presidente da Associação de Moradores do bairro Alvorada, Derli Primo, que em agosto do ano passado, assumiu a cadeira do parlamentar, por dois meses. Já Haroldo, que nega candidatura, é dado como certo na disputa, inclusive por lideranças do SDD.

Para concorrer às eleições, os vereadores não precisam renunciar aos mandatos vigentes durante a disputa. Isso porque, não há na Constituição e na Lei Complementar nº 64/90, restrição à sua plena elegibilidade. Então, os titulares dos Legislativos podem se candidatar a outros cargos, sem necessidade de desincompatibilização. Assim, senadores, deputados e vereadores podem permanecer no exercício de seus mandatos e concorrerem a qualquer um dos cargos em disputa nas eleições.

Dos pré-candidatos a deputado estadual, Mário Nadaf disse que para beneficiar seu segundo suplente, Zito Adrien, ele vai se licenciar a partir de abril, pelo período de um mês. Período este, que segundo ele, será para fazer campanha. Leonardo Oliveira e Lueci Ramos não assumiram uma postura decisiva de candidatura, mas disseram que colocaram o nome a disposição do partido.

O primeiro suplente de Oliveira é o ex-vereador Néviton Fagundes. De Lueci, o ex-vereador Paulo Borges. Renivaldo e Adevair também assumiram a candidatura pelo PDT. O primeiro e segundo suplente é o secretário municipal de Saúde, Werley Peres e Paulinho Brother. O suplente de Allan Kardec candidato declarado à AL, é o secretário adjunto de Estado de Direitos Humanos, Valdemir Pascoal.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • edesio adorno | Quinta-Feira, 06 de Março de 2014, 17h33
    1
    0

    Pelo visto, creio que vai falta eleitor.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS