22 de Julho de 2019,

Política

A | A

Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h:00 | Atualizado:

CARTAS DE CRÉDITO

Procurador alerta que CPI pode tentar macular imagem do MP

Paulo Prado teme que relatório final possa trazer inverdades


Da Redação

pauloprado.jpg

 

Preocupado com os boatos de que o relatório final da CPI do MP (Comissão Parlamentar de Inquérito do Ministério Público do Estado) já está pronto e prestes a ser apresentado, o ex-procurador-geral de Justiça, Paulo Prado, já afirmou que não duvida de que possa sofrer uma tentativa de macularem sua imagem. O jurista também afirmou que está pronto para rebater qualquer mentira que possa surgir, embora reconheça que não conhece o teor do relatório.

O posicionamento de Prado foi compartilhado em grupos de WhatsApp. Ao desabafar, Paulo explicou que tomou conhecimento de tal possibilidade ao ler uma coluna no jornal A Gazeta, onde afirmava que o deputado estadual Leonardo Albuquerque (PSD), relator da CPI.

Na nota, o jornal afirma que o parlamentar está com um “abacaxi nas mãos” por tem até o próximo dia 31 para resolver a questão, já que no dia seguinte toma posse como deputado federal, em Brasília. “No apagar das luzes, sem que fosse oportunizada vista dos autos ao MP ou ouvido os PGJs [procuradores-gerais de Justiça] da época, A Gazeta noticia que o deputado Leonardo, está com o relatório da CPI pronto e com um “abacaxi” nas mãos!! Não duvidem se tentarem descambar os fatos, macularem a minha honra, tentarem destruir a credibilidade do nosso MP, todavia nada e nem ninguém está livre das maldades humana, mas a verdade real todos conhecem e estou pronto e de cabeça erguida para desmentir possíveis maldades”, desabafou.

Ainda em seu texto, o ex-procurador-geral afirmou que pelo período de quatro anos esteve disponível à Assembleia Legislativa para responder quaisquer que fossem os apontamentos da CPI. Contudo, ao se fazer presente na Casa, não houve audiência por falta de quórum e, em nenhum outro momento, houve agendamento de novas oportunidades. “Pois bem, durante quase quatro anos essa CPI ficou no banho maria. Me apresentei na AL para esclarecer os fatos com diversos documentos, inclusive destacando que a questão das nossas Cartas de Crédito, foram submetidas ao CNMP [Conselho Nacional do Ministério Público], ao senhor Janot, à época procurador-Geral da República, ao TCE [Tribunal de Contas do Estado] e demonstrada a regularidade legal. Porém, por falta de quórum, não fui ouvido e outra data não foi marcada para tal fim”, acusou.

Por fim, Prado ainda relembrou que suas contas à frente do MP foram aprovadas pelo TCE e que, quando realizada a correição geral do MP, a unidade de Mato Grosso ficou em 1º lugar no quesito transparência.

CARTAS DE CRÉDITO

A CPI do MP foi instalada na Assembleia Legislativa em novembro de 2015 sob a suspeita de irregularidades na emissão de cartas de crédito, emitidas pelo Governo do Estado em 2008 e 2009, durante a gestão Blairo Maggi (PP). Para ficar claro, as cartas de crédito são recursos financeiros provenientes de direitos trabalhistas que não puderam ser quitados e que foram repassados, neste caso, aos membros do MP em forma de títulos.

A suspeita de irregularidades nesta concessão surgiu após a Polícia Federal encontrar uma lista de beneficiários com as tais cartas na residência do então secretário de Fazenda, Éder Moraes, durante deflagração da Operação Ararath, da Polícia Federal, em 2014.

De acordo com as planilhas, 47 membros do Ministério Público foram beneficiados com as cartas que, juntas, somavam R$ 10,3 milhões. Sob o discurso de investigação, embora nos bastidores tenha sido propagado mais como uma “revanche”, os deputados estaduais aprovação a criação da CPI do MP, para apurar as possíveis irregularidades.

Até hoje, três anos depois, a CPI ainda não foi concluída e já não conta com praticamente nenhum membro titular, sendo o deputado Leonardo o último dos que compunham.

O presidente da Comissão, deputado estadual Oscar Bezerra (PSB) deixou seu posto em maio do ano passado, justamente na data em que Paulo Prado se apresentou para prestar esclarecimentos. O parlamentar ficou irritado com a ausência dos colegas e teve que encerrar a sessão por falta de quórum, além dele e do então procurador-geral, apenas a deputada Janaína Riva (MDB) esteve presente.

Irritado, o deputado pediu desculpas a Prado e anunciou sua saída da Comissão. Integravam a equipe os deputados estaduais Oscar Bezerra, como presidente; Leonardo Albuquerque, como relator; Mauro Savi (DEM), Gilmar Fabris (PSD) e Dilmar Dal Bosco (DEM), como membros. Leonardo estava de licença médica e Savi se encontrava preso por ser suspeito de crimes de corrupção praticados no Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Como suplentes, estavam os parlamentares Baiano Filho (PSDB), Guilherme Maluf (PSDB), Sebastião Rezende (PSC), Wagner Ramos (PSD) e Wancley Carvalho (PV).

Postar um novo comentário

Comentários (28)

  • SOCIEDADE/civil organizada | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 21h22
    0
    0

    !!!!!!!!!!!!!!!! NOSSO PRESIDENTE É BOLSONARIO + vice é GENERAL e ainda MJ Ministro da Justiça é de JUSTIÇA - Mui Dignissimo Senhor e Doutor da LAVA/jato Srº Sergio MORRO> CPI JAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA CPI JAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

  • Vinícius | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 20h38
    1
    0

    Não é sem motivo que o Ministério Público quedou-se inerte na administração Silval Barbosa e na administração Pedro Taques. Agora mantêm -se inerte na gestão Mauro Mendes. Resumindo, só acusa ex-governadores. Enquanto podem obter alguma vantagem ficam silentes. É uma vergonha. Quem sabe essa CPI afaste os elementos a frente desses "supostos" acordos.

  • Marcelo | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 16h22
    11
    0

    Olha pelo jeito tem um certo ex secretário que estava falando a verdade sobre o MP e pelo jeito também esse cidadão aí do MP não deve ta dormindo direito a noite!!

  • Zeca do cpa4 | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 15h21
    10
    0

    A justiça federal deveria investigar este gordinho e os demais, já falaram e enrolaram demais.

  • Cuiabano | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 15h11
    13
    0

    Cunhado do prefeito de Cuiabá...........Aquele prefeito que nunca deixara os Cuiabanos esquecerem o que é um paletó.

  • Raimundo | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 13h05
    11
    0

    Isso tem que ser levado a nível federal, porque a nível estadual todos temem pela perseguição e efeitos colaterais. Engraçado é que o MP acusa todos e o acusado que se vira para provar sua inocência, agora com eles isso é injusto e por vezes massacram pessoas de forma incompreensível, como furto de um pote de manteiga. Me dá nojo esse tipo de "autoridade" provinciana. Sejam honestos e aceitem as investigações.

  • paulo | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 12h09
    10
    0

    Não li isto! vcs que teriam de ser a transparecia com medo de ser investigado? É a linguiça comendo o cachorro. Paulão essa ¨gordura¨tem que ser eliminada.

  • jose antonio silva | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 10h41
    5
    0

    ISSO TUDO E AINDA OS DIREITOS TRABALHISTAS (BENESSES) CONCEDIDAS SÓ A SERVIDOR PUBLICO, COMO LICENÇA A CADA CINCO ANOS E QUE SÃO VENDIDAS E DEPOIS DE UM OU DOIS ANOS SÃO VENDIDAS DE NOVO E DE NOVO! POR QUE SERÁ O O SERVIDOR HUMILDE NÃO CONSEGUE VENDER SUAS LICENÇAS? COLOCAM TANTOS EMPECILHOS? AGORA, JUIZ, PROCURADOR E OUTROS P... GROSSAS VENDEM OS MESMOS DUAS, TRES VEZES! AGORA QUEM TÁ ISENTO E TEM SACO ROXO PARA LEVANTAR ISSO? ISSO É IGUAL REDE DE ARRASTO: TÁ TODO MUNDO ENROSCADO!

  • Maria taquara | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 09h53
    9
    0

    Ai, ai, ai! Capivara do pantanal, vc está com medinho? Todos sabem o que vc fez no verão passado, meu porquinho favorito que andou tão sumido! Reaparece se defendendo antes da acusação?

  • Edson Silva | Domingo, 13 de Janeiro de 2019, 09h37
    11
    0

    Falso paladino da moral e dos bons costumes. Teu lugar é na cadeia! Vc deveria combater a corrupção, e não se esbanjar desta.

  • O atalaia | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 22h53
    20
    1

    A fala desse procurador foi, no mínimo, precipitada,, pois, quem não deve, não teme, nem fica preocupado com o que pode acontecer à sua imagem. Quem é íntegro mantém-se sóbrio e nada teme...

  • Luciana | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 22h24
    22
    0

    Tá com medinho? por quê tanta angústia,se tudo foi feito dentro da lei deixa rolar né,normal,nada mais republicano...

  • pantaneiro | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 20h34
    17
    0

    Negativo nobre Procurador! Não é a Instituição MP que vai ser maculada por possíveis desvios de alguns de seus membros! NÃO, COM CERTEZA!!! O que se esta procurando é a verdade! Pergunto: alguém dos investigados têm medo dela? Com a palavra a Comissão Investigativa da Assembleia!!! Ah, qualquer "um do povo" que se sentir que o Parlamento deixou de cumprir com a sua obrigação, individualmente e/ou via sindicato, poderá contratar uma "Auditoria Independente" para tal fim! Novos Tempos!!!

  • Jonas | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 20h30
    18
    0

    Uaiii.. Escamoso já sofre por antecedência? A caixinha de pandora do MP merece especial atenção.

  • Federa atento | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 19h19
    19
    0

    EXTREMAMENTE SINTOMÁTICO ESTE COMPORTAMENTO DESSE SUJEITO PAULO PRADO ... querendo se antecipar aquilo que todos sabem. DESVIOS NO MP. QUEM MACULOU A IMAGEM DA INSTITUIÇÃO FOI A QUADRILHA QUE VC MONTOU NO MP ... CADEIA É SEU LUGAR

  • 🐀🐀🐀🐀 | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 18h06
    15
    0

    Troca a FAIXA NA FRENTE FO MP e coloca. “ CORRUPÇÃO SIM “. A população deveria encher de ratos 🐀 aquele prédio sultuoso construído a base de corrupção.

  • Eleitor | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 18h04
    12
    0

    OS SANTINHOS DO PAU OCO ! Cadeia nesses vagabundos. Viva Bolsonaro e Moro . VÃO SER PRESOS SIM. LADROES

  • Henrique Dias | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 17h26
    13
    0

    Tomara que vão pra cadeia isso sim. Ja pede um HC ao invés de dar entrevista querendo ganhar a população. Não importa quem seja, fez trambique, queremos ver na cadeia. Outros tempos!

  • Citizenship | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 17h21
    13
    0

    Desde a LRF é proibido aos Governos subnacionais emitirem títulos de dívida pública (LRF, LC 101/2000, Art. 37, inciso III). O que eram as tais "Cartas de Crédito"? "Assunção de dívida"? Quem era o devedor? O Governo Estadual?

  • alexandre | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 17h04
    37
    0

    Não há como o estado sair da crise, sem cortar privilégios..

  • Dom Quixote de La Mancha | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 17h00
    39
    0

    O MP JÁ FEZ ISSO COM TANTA PESSOAS...SEMPRE SÃO IMPUNES E SANTOS....SE TIVER ERRADO TEM QUE SER PRESO E EXCLUÍDO...

  • De olho | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h58
    36
    0

    Bossal este Paulo , sabe o que fizeram e ja esta jogando contra cpi, calculos foram exageradamente e intencionalmente suoerfaturados sim ! Mas AL pelo q vimos ate usou como moeda d troca .... deveriamos ter algum orgao isento p cuidar disto !

  • Aposentada MP | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h51
    28
    0

    ANOTAÇÕES A LÁPIS ?? SERVIDORES CONFESSARAM AS IRREGULARIDADES NA CPI !!!! RECEBIMENTOS DIPLICADOS??? FABRICARAM DINHEIRO PODRE ??? EMITIRAM MOEDA IRREGULAR ??? CRIME CONTRA SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL??? FALSIFICAÇÃO DE PAPÉIS PÚBLICOS !!! Se NÃO PEDIREM PRISÃO E PORQUE ESTÃO DE RABO PRESOS

  • Raimundo | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h26
    29
    1

    Ninguém precisa macular a imagem do MP, ele faz isso sozinho. Pergunta a população!

  • Tardelito | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h18
    32
    0

    UAI ????? quem não deve não teme ... AINDA FALTA INVESTIGAR A CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DO MP !!! TURMINHA DE LARAPIOS VÃO PARA O CCC ... preparem cama KING SIZE

  • Gigolo | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h16
    26
    0

    OS COVARDES DA ASSEMBLEIA NÃO TEM CU PRA PEITAR O MP ... KKKKK

  • Cida | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h14
    36
    0

    MATO GROSSO DARÁ EXEMPLO E VAI MANDAR PRA CADEIA LADROES DO MP

  • Procurador | Sábado, 12 de Janeiro de 2019, 16h13
    38
    1

    NÃO TEM COMO NÃO PRENDER OS PROCURADORES PAULO PRADO E MARCELO FERRA , POIS A CPI DETECTOU FALHAS GRAVÍSSIMAS E COMPROVADAS , SE NÃO PEDIREM A PRISÃO. SERÃO OS PRÓPRIOS DEPUTADOS PRESOS POR LENIÊNCIA E E CUMPLICIDADE, OMISSÃO , PREVARICACAO ...

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS