21 de Maio de 2019,

Política

A | A

Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019, 22h:23 | Atualizado:

PRÊMIO SAÚDE

Secretário admite erro; pede desculpas e devolve R$ 31 mil em Cuiabá

Luiz Antônio Possas de Carvalho negou dolo ou má fé

possas.jpg

 

O Secretário interino de Saúde, Luiz Antônio Possas de Carvalho, tomou conhecimento nesta quinta-feira (18), por meio da Procuradoria do Município, que a Portaria/SMS 06/2019, assinada por ele, na qual garantia o direito ao recebimento do chamado “prêmio saúde” não está em conformidade com o cargo de titular da Pasta, conforme constatada na Lei Orgânica do Município de Cuiabá. Segundo as informações, ele recebeu R$ 31 mil.

“Quero aqui de coração aberto e consciência limpa dizer que ao ocorrer o erro pelo setor de Recursos Humanos da Secretaria de Saúde, respaldado por um entendimento jurídico, não houve dolo ou má-fé de minha parte. Tomarei as providências administrativas necessárias para que isso não volte a acontecer. Determinei imediatamente a suspensão do prêmio em minha folha de pagamento e estou devolvendo aos cofres públicos o valor correspondente aos quatro meses que recebi irregularmente o benefício”, afirmou Possas.

“Peço desculpas primeiramente à população cuiabana pela falha cometida e ao prefeito Emanuel Pinheiro que sempre me depositou total confiança e autonomia em meus atos”, finalizou o secretário.

Prêmio Saúde

O Prêmio Saúde foi instituído pelo artigo 54 da Lei Complementar Municipal nº 094 de 03 de julho de 2003. O benefício é um incentivo financeiro ao servidor/gestor e que tem como meta a melhoria do índice de satisfação do usuário do Sistema Único de Saúde.

saude.jpg

 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • eurides | Sábado, 20 de Abril de 2019, 14h43
    0
    0

    Parabéns aos Vereadores de oposição estão colocando a administração municipal no caminho certo exonerou e prendeu um secretário e agora faz outro devolver dinheiro que não é dele.

  • Eleitor | Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 21h24
    1
    1

    O vereador Marcelo Bussiki que achou esse erro. Deveriam dar o credito a ele tb.

  • JORGE LUIZ | Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 09h34
    6
    1

    ACREDITO NESSE CAMARADA AÍ, O MESMO QUE DISSE QUE SE A SANTA CASA FECHAR NÃO FARIA FALTA, AGORA ELE DIZ QUE A CULPA É DO RH, MAS SEGUNDA FEIRA VAI DIZER QUE A CULPA É DO ESTAGIÁRIO, ALÉM DE QUÊ NENÉU DINHEIRO NO BOLSO NÃO SABE DE NADA, MAS DOIS SECRETÁRIO MUNICIPAIS DE CUIABÁ RECEBERAM POLPUDAS REMUNERAÇÕES EM POUCOS DIAS, VAI VENDO ESSA TURMA QUANDO TERMINAR ESSE DESGOVERNO

  • Catarina | Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 08h48
    2
    1

    Todas as VIs deveriam ser devolvidas e revogadas, pois são artifícios espúrios para aumento indireto de subsídios e portanto inconstitucionais; Bolsonaro já disse vai eliminar as Vis da elite dos servidores públicos (Estadão, Modesto Carvalhosa, 23/11/18).

  • José | Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 08h39
    2
    6

    Dr. Luiz, o senhor é um homem honesto, responsável e competente. Toda a sociedade tem conhecimento.

  • Andre | Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 08h31
    6
    1

    Esse véio deita e rola pois os seus parentes são todos membros do judiciário e ministério público, e ninguém fala nada.

  • Jorge Luiz | Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 06h54
    4
    1

    E EU ACREDITO QUE FOI ERRO DO RH, SÓ FALTA DIZER QUE É CULPA DO ESTAGIÁRIO, DOIS SECRETÁRIOS MUNICIPAIS SENDO BENEFICIADOS NUMA TACADA SÓ E NENÉU DINHEIRO NO BOLSO NÃO SABE

  • Marcio souza | Sexta-Feira, 19 de Abril de 2019, 06h43
    4
    0

    Kkkkk vou finge que aceito as desculpas

  • Servidor público estadual | Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019, 23h02
    17
    10

    Peça perdão ao Abílio também ele denunciou e o senhor o desqualificou.

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS