09 de Abril de 2020,

Cidades

A | A

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 08h:20 | Atualizado:

INTELIGÊNCIA

Policial de MT é aprovada na Escola Superior de Guerra

policial-guerra.jpg

 

Mato Grosso terá sua primeira representante investigadora da Polícia Judiciária Civil (PJC) no curso superior de Inteligência Estratégica oferecido pela Escola Superior de Guerra (ESG), o Instituto de Altos Estudos de Política, Defesa e Estratégia integrante do Ministério da Defesa do Brasil. Trata-se da policial Patrícia Martins Maggio Maximino do Ó. 

Patrícia está na PJC-MT há 18 anos. É especialista em Inteligência de Segurança Pública pela Universidade Federal de Mato Grosso e há 12 anos exerce atividades de inteligência.

“Ingressei na PJC-MT em 2001 atuando na região fronteiriça de Cáceres-MT. Em 2006, passei a trabalhar no Núcleo de Inteligência do antigo Centro Integrado de Segurança Pública, no Coxipó (Cuiabá). Atuei na Diretoria de Inteligência por um longo período e  atualmente exerço funções  na Unidade de Inteligência da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Sinto-me muito honrada em representar toda a classe de investigadores e a Polícia Judiciária Civil como aluna da Escola Superior de Guerra”, disse.

A ESG foi criada em 1949 para desenvolver e consolidar os conhecimentos para o exercício das funções de direção e assessoramento superior para o planejamento da Defesa Nacional. A instituição funciona como centro de estudos e pesquisas que tem como objetivo planejar, coordenar e desenvolver os cursos que forem instituídos pelo Ministro da Defesa. A Escola não desempenha função de formulação ou execução da política do país. Seus trabalhos são de natureza exclusivamente acadêmica, sendo um foro democrático e aberto ao livre debate.

“A primeira oportunidade de ingresso ao Curso Superior de Inteligência Estratégica veio em 2013 quando ainda atuava na Diretoria de Inteligência da PJC-MT, mas, infelizmente, não fui aprovada no processo de seleção. Contudo, não desisti e continuei estudando e trabalhando muito até que este ano fui aprovada. Foi um longo período de estudo e dedicação à atividade de inteligência na Polícia Civil para chegar até aqui”, contou a policial. 

“Entendo que esta é uma oportunidade singular na minha carreira, já que será a primeira vez que uma investigadora da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso integrará o Curso Superior de Inteligência Estratégica da ESG. Estamos falando de um curso que para nós militantes da atividade de inteligência é de extrema importância, haja vista que foi esta instituição que preparou diversos líderes civis e militares deste país. Sinto-me honrada com a oportunidade e certa de que continuarei a fazer o melhor em termos de segurança pública em prol da sociedade mato-grossense e da instituição”, concluiu.

Patrícia embarca na próxima semana para o Rio de Janeiro onde dará  início aos estudos na Escola Superior de Guerra.

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Sociedade | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 20h49
    0
    0

    Esses que deram deslike é tudo maconheiro safado. Vai morrer antes do Natal. Parabéns guerreira.

  • Deise | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 20h44
    0
    0

    Esse curso na ESG, realizado na Urca, frente a praia vermelha no RJ, é voltado a todas as classes como pastores/padres, oficiais generais, professores, etc. Obs: As Forças Armadas indicam seus militares e servidores civis por critérios próprios. Entre outras, procura mostrar como fica um país em caso de um conflito armado. Viajam bastante para todas as regiões do Brasil para conhecerem de perto o potencial que temos, etc.

  • Nino | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 13h30
    3
    0

    Oi, sumida.

  • márcia regina | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 09h54
    15
    6

    Patrícia muito orgulho de voce, que DEUS te proteja na sua jornada ,LINDA ,COMPETENTE e INTELIGENTE

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS