11 de Dezembro de 2019,

Cultura

A | A

Terça-Feira, 18 de Março de 2014, 20h:17 | Atualizado:

Coral Intantil e Juvenil volta neste sábado

O “Coral Infantil e Juvenil do Pavilhão das Artes” retoma suas atividades neste sábado (22.03), às 9h, com 30 alunos inscritos. O Projeto do Coral é um espaço de  musicalização, idealizado pela Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso (SEC-MT) que favorece o desenvolvimento da sensibilidade, criatividade, senso rítmico, do prazer de ouvir música, da imaginação, memória, concentração, atenção, auto-disciplina, do respeito ao próximo, da socialização e afetividade e  contribui para uma efetiva consciência corporal e de movimentação do aluno.

A oficina é anual e gratuita. Atende crianças com idades de 07 a 12 anos, todos os sábados, das 9h às 11h, sob a regência de Patrícia Ribeiro, que conduz os alunos com a interação da música com a recreação, com muitas brincadeiras. “No primeiro dia estaremos fazendo uma interação musical das crianças com os pais, de forma lúdica, e informaremos como serão as aulas neste ano”, comunica a regente. Nesta temporada de 2014 haverá a inclusão do trabalho cênico do Grupo Teatral Tibanaré, com a recreação no formato do “clown”, o palhaço.

O repertório é composto pelas músicas como “Recanto de paz”, “A lua”, “Já mandei fazer, já mandei buscar" e outras, do folclore, de Habel dos Anjos, Henrique Neno e Zuleica Arruda e João Ormond,

Arte e Educação

O uso da música na educação ajuda na concentração das crianças, desperta novos estímulos, desencadeando o gosto de cantar. Amplia o seu processo de criação e interação, e aliado a arte cênica possibilita novas maneiras de resolver conflitos e emoções. A partir do uso da música, do canto, do teatro os alunos adquirem senso de organização de conceitos e de regras, pois quanto mais tem contato e oportunidade de conhecer a música em toda a sua essência, mais poderão sentir as emoções e as sensações obtidas por meio desta.

A ação também permite uma melhor aquisição da linguagem por parte dos alunos, como a melhora da leitura e interpretação de texto. A criança deve ser incentivada a improvisar e inventar canções, como as paródias, por exemplo. É a partir de experiências musicais que se poderá desenvolver o pensamento lógico do aluno. Por meio de estímulos dos sons e ritmos das músicas, é possível causar sensações diferentes neles. Pois cada um sente e canta de acordo com as suas origens, ou os seus desejos, e conforme a sua sensibilidade.

Musicalização

A musicalização é um processo de construção do conhecimento, que tem como objetivo despertar e desenvolver o gosto musical. As atividades permitem que a criança conheça melhor a si mesma, desenvolvendo sua noção de esquema corporal, e também permitem a comunicação com o outro.

O Palácio da Instrução está localizado na Rua Antônio Maria, 150, no Centro de Cuiabá. Mais informações pelo telefone 3613-9230.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS