23 de Abril de 2019,

Artigos

Curiosidades

A | A

Quinta-Feira, 13 de Março de 2014, 13h:25 | Atualizado:

BBB 14

"Dá para notar que é manipulado", diz Cadillac

rita-cadilac-tratada.jpg

 

Nesta quinta-feira (13), Rita Cadillac participou de um bate-papo com Kitty Vilasboas e Pedro Tapajós no Terra para falar sobre o BBB 14 e relembrar sua participação no reality show A Fazenda. A ex-chacrete acha que esta edição da atração da TV Globo não está muito empolgante. "Quando era por meio de vídeo, carta ou sei lá, tinha mais pessoas e menos atrizes. Acho errado. Esse BBB dá para notar que está sendo muito manipulado. As perguntas que o Vinicius Valderde faz nas ruas. Ele pergunta lá: o que você quer ver no BBB? Briga? Sexo? O que é mais votado aparece no programa logo em seguida", opinou.

Pedro Tapajós, que costuma comentar nas redes sociais tudo o que acontece nos reality shows, concordou com Rita Cadillac. "Se tivesse um enfoque sério, seria como A Fazenda, uma diversidade de pessoas. É muito homogêneo esse grupo, por isso que a gente gosta mais das mães. Elas são diferentes ousadas", disse.

Clara e Vanessa

Rita Cadillac também falou sobre a briga de Clara e Vanessa, na festa da última quarta (12). "Esse caso não existe. Elas combinam as coisas e você nem escuta. Elas aprontam, fazem, e acontecem. Essa briga é tudo armadinho, para ter movimento. Perguntaram para a mãe sobre como o público via o romance e, quando a mãe ia contar, botaram o som bem alto", opinou.

"Pessoalmente, não sou niguém pra dizer o que acontece na cabeça delas. Existe muita performance desse namoro. É muito pensada. Essa briga já é uma tentativa de se separar. Acho fake. Para mim, é só um roteiro. É quase uma obra de ficção", completou Pedro Tapajós, mais conhecido como Philo.

Torcida

A ex-chacrete contou que está torcendo por Cássio e Poli e não quer, de jeito nenhum, que Diego ganhe. "Adoro os dois. O Cássio é o ator palhaco, como disse o Bial. Ele é estabanado. A própria mãe é estabanada. É de família! A Poli é a loira, mas de burra não tem nada. Foca tudo direitinho. Tá indo na onda", opinou.

"Não quero que o Diego vença. Aquele comentário homofóbico foi terrível. Acabou com ele. Para mim, ele acabou ali. Mesmo ele explicando. Um cara vivido, que trabalha com publicidade. Eu não sou gay, mas levanto a bandeira. Inclusive, minha casa é embaixada. Eu até fico pedindo: pelo amor de Deus, aparece um homem aqui. Só tem gay. Mas, voltando, o Diego sabe de tudo. Disse que sentiu o cheio da mãe, com um muro daquele tamanho?", afirmou.

O brother Diego causou polêmica ao conversar com Cássio, que já declarou ter um irmão homossexual, e dizer que uma criança adotada por um casal gay pode ter a orientação sexual influenciada por eles. "Tá fazendo o jogo do Marcelo Dourado (vencedor da 10ª edição), mas tá muito queimado. O Dourado era uma outra mentalidade", completou.

Rita aproveitou para falar também da eliminação de Aline, na última terça (11). "Falsa. Essa coisa de traição é que eu não gosto. Sou sua amiga e daqui a pouco coloco você no Paredão. Podia deixar para lá esse lado maldoso dela. Agora, a mãe dela é um barato. Devia ter um reality só de mães. Boninho, manda ver".

A Fazenda

Rita Cadillac participou da última edição de A Fazenda, que teve Bárbara Evans como vencedora. A atriz disse que a participação não fez diferença alguma em sua vida. "Nem um pouco. Não mudou nada. A visibilidade eu já tinha. Sempre trabalhei e apareci. Mudou que eu tenho uns pesadelos com a Lu Schievano. Fiquei mais descrente das pessoas. Não acredito muito mais nelas. Mas, de resto, nada! Continuo trabalhando, fazendo TV", explicou.

A ex-peoa afirmou que os participantes eram muito falsos. "Eu adotei a Bárbara (Evans) e ela retribuiu com a maior falsidade. Votou em mim e veio dizer que foi forçada pelo Ivo Meirelles. Marcos Oliver fingiu que não me conhecia", disse.

Assim como Nany People, Rita acredita que alguns participantes contratam call centers para votarem durante as Roças. "É verdade, só pode ser. A Nany falou que esperava que eu não entrasse porque não era pra mim. Não consigo ser atriz. Sou mãe, me ptreocupo, abraço", afirmou.

Filmes pornô

Rita Cadillac relembrou a época em que fez filmes pornô ao lado de Marcos Oliver. "Era pesado. Na época, foi muito bom porque eu precisava daquela grana. Foi o meuBBB. Não ganhei milhões. Era o que eu precisava para quitar a minha casa. Não foram vários filmes, foram 20 cenas que eu tinha que fazer. E eles podem usar até hoje", explicou.

A atriz disse que bebia para conseguir encarar o set de gravação. "Não bebo nada. Quando tomo um copo, no segundo já converso com a parede. Lá, eu bebia muito. Quase entrei em coma alcóolico para ter coragem de fazer. Não me arrependo, mas hoje eu não faria".

 

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS