15 de Julho de 2020,

Política

A | A

Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 11h:23 | Atualizado:

Deputados aprovam decretos de calamidade em 11 cidades de MT

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou o decreto de estado de calamidade pública solicitado por 11 municípios em reunião extraordinária desta nesta terça-feira (26). Realizada por vídeoconferência, os membros da comissão ainda aprovaram a dispensa de pauta para outras 11 proposituras referentes ao combate ao novo coronavírus em Mato Grosso.

Com o decreto de calamidade pública, os municípios ficam autorizados a adotar medidas emergenciais de prevenção e combate à Covid-19 no âmbito da administração municipal, recebem recursos específicos para isso, ficam suspensos alguns prazos e ainda ficam isentos de cumprir as metas fiscais

A CCJR vem recebendo ofícios encaminhados pelos municípios com pedido de decreto de calamidade desde o início da pandemia.

O deputado Sílvio Fávero (PSL), membro da comissão, ao votar favorável a aprovação dos decretos, fez um apelo aos executivos municipais para que tenham compromisso com a saúde pública e com os cidadãos na hora de aplicar os recursos extras recebidos.

“Como os recursos do governo federal que estão indo para os municípios, que sejam bem direcionados e que os vereadores fiscalizem a utilização dos recursos para evitar a promoção política em cima da situação”, destacou Fávero.

O vice-presidente da CCJR, deputado Dr. Eugênio (PSB), também destacou a importância do poder legislativo municipal na fiscalização da aplicação dos recursos e sugeriu a implantação de projeto para a implantação da comissão de transparência nos municípios. “Estamos encaminhando às câmaras municipais um modelo projeto de transparência sobre a aplicação dos recursos e peço que todos os deputados façam o mesmo em suas bases”.

Na reunião desta terça-feira, tiveram o ofício aprovado os municípios de Santo Antônio do Leverger, General Carneiro, Juína, Paranatinga, Guarantã do Norte, Nova Maringá, Araguaiana, Juara, Pontal do Araguaia, São Félix do Araguaia e Nova Monte Verde. Os decretos agora serão apreciados em Plenário.

O presidente da CCJR, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) fez questão de ressaltar que os membros da comissão estão de sobreaviso, desde o início da pandemia, para realização de sessões extraordinárias sempre que requisitado pela Mesa Diretora para analisar projetos. “Podemos ser convocados a qualquer hora para apreciação de projeto no intuito de dar agilidade à tramitação das pautas urgentes”.

 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

INFORMES PUBLICITÁRIOS

MAIS VÍDEOS